Remédios Naturais para Engravidar e Tratar a Infertilidade

Se você é mulher, você já ouviu ou quase certeza vai ouvir o tique-taque do seu relógio biológico em algum momento de sua vida, chamando você para se tornar mãe. E se esse chamado ficar sem resposta? De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), milhões de mulheres nos Estados Unidos sofrem de infertilidade, com cerca de 7,5 milhões entre as idades de 15 e 44 anos tendo dificuldade em engravidar ou permanecer grávida.

Muitas mulheres que querem engravidar, podem encontram dificuldades neste processo. Felizmente, existem opções de tratamentos naturais para tratar a infertilidade.

A taxa de infertilidade continua a aumentar na América e em todo o mundo. Muitos culpam as toxinas em nosso mundo moderno que poluem o corpo e comprometem funções preciosas, como fertilidade, gravidez e parto.

O que é infertilidade? Infertilidade Primária, a infertilidade é definida como não ser capaz de engravidar apesar de ter sexo freqüente e desprotegido por pelo menos um ano. A infertilidade secundária é definida como a incapacidade de engravidar ou de levar uma gravidez a termo após o nascimento de um ou mais filhos biológicos. Quais são as causas de infertilidade? Pode haver muitas causas de infertilidade, incluindo má nutrição, estresse emocional, doenças sexualmente transmissíveis, distúrbios da tireóide, cândida, condições médicas, distúrbios alimentares, exercícios excessivos, obesidade e problemas hormonais.

A boa notícia é que a maioria dos casais acabará por conceber, com ou sem tratamento. Deixe-me falar sobre as melhores opções de remédios caseiros que podem ajudar você e seu parceiro a conceber mais cedo ou mais tarde sem tratamentos de infertilidade oportunos, caros e muitas vezes invasivos.

 

Tratamento Natural da Infertilidade

1. Ajuste a Sua Dieta

 

Uma das mais importantes opções de tratamento natural da infertilidade, como na maioria das condições, é comer uma dieta adequada e saudável. Quais alimentos ajudam a engravidar?

Alimentos para aumentar a fertilidade:

  • Alimentos orgânicos: os pesticidas podem afetar o estrogênio e outros hormônios; portanto, é importante escolher apenas produtos orgânicos o máximo possível. O processo de agricultura biológica garante que quaisquer pesticidas utilizados nas culturas sejam feitos a partir de ingredientes naturais (sem arsênico e pó de tabaco) e estejam livres de pesticidas convencionais ou sintéticos.
  • Peixes orgânicos: Omega-3 pode ajudar a reduzir a inflamação, que pode promover a fertilização e a implantação. A pesquisa também sugere que uma dieta rica em ácidos graxos ômega-3 pode ajudar a regular a ovulação, melhorar a qualidade dos óvulos e até retardar o envelhecimento dos ovários. Evite peixes com alto teor de mercúrio.
  • Alimentos ricos em vitamina E: A vitamina E é fundamental para muitos hormônios e bom funcionamento do sistema endócrino.
  • Alimentos ricos em vitamina C: A vitamina C ajuda a estimular a ovulação em mulheres e pode aumentar os espermatozóides nos homens. Os alimentos com vitamina C também ajudam o corpo a absorver ferro, um nutriente importante para as mulheres que engravidam. Toranjas e outras frutas cítricas, kiwi, goiaba, pimentão vermelho e couve são ótimas fontes.
  • Alimentos ricos em folato: O ácido fólico ou folato é uma vitamina B que ajuda o corpo a construir novas células e previne defeitos congênitos. Os especialistas recomendam aumentar a ingestão de folato antes de engravidar para garantir uma gravidez saudável. A maioria das mulheres é encorajada a tomar uma vitamina pré-natal com ácido fólico (ou metilfolato, que é a forma ativa) para garantir que recebam os 400 a 800 microgramas diários recomendados. Alimentos naturalmente ricos em folato incluem vegetais de folhas verdes, frutas cítricas, feijão e germe de trigo.
  • Brócolis, couve e couve de Bruxelas: Estes vegetais crucíferos contêm indole-3-carbinol, que ajuda o fígado a metabolizar o estrogênio. É melhor cozinhar vegetais crucíferos, evitando os goitrogênios presentes em seu estado bruto.
  • Sementes de Abóbora: Para os homens, estas sementes fornecem zinco, um nutriente essencial para a reprodução.

 

Alimentos que podem reduzir a fertilidade:

  • Carnes processadas com alto teor de gordura: podem aumentar os níveis de inflamação e podem conter aditivos.
  • Grãos: Os grãos podem aumentar o cortisol e o estrogênio, levando a problemas de infertilidade.
  • Açúcar refinado: o açúcar é ruim para a fertilidade? Sim. O açúcar refinado reduz a função imunológica e pode reduzir a absorção de nutrientes. A alta ingestão de açúcar refinado também contribui para a obesidade, que é um grande fator de risco para a infertilidade.
  • Álcool: o álcool aumenta a inflamação e reduz a função imunológica. Para as mulheres, o consumo excessivo de álcool está associado a um risco aumentado de distúrbios de ovulação e endometriose. Para os homens, reduz os níveis de testosterona, causa disfunção erétil e diminui a produção de espermatozóides.
  • Cafeína: A cafeína pode causar desequilíbrios hormonais, desidratação e levar a deficiências minerais. O alto consumo mostrou interferir na fertilidade. Reduzir a cafeína ou desistir por completo é uma ideia inteligente quando você está tentando engravidar, especialmente se estiver com problemas. A American Pregnancy Association diz que mais de 200 a 300 ml de cafeína por dia podem reduzir a fertilidade em 27%, portanto, você deve evitar a superdosagem de cafeína.
  • Drogas: Drogas como a maconha podem afetar negativamente a fertilidade, tornando a ovulação mais difícil a cada mês.

 

2. Suplementos para Engravidar

Outro tratamento natural para infertilidade é consumir mais suplementos benéficos para gravidez. Quais os nomes de vitaminas e suplementos para engravidar mais facilmente?

  • Óleo de prímula: A prímula contém altos níveis de ácido gama-linolênico (GLA), um ácido graxo essencial que pode aumentar os esforços de fertilidade, aumentando o muco cervical e fortalecendo a função uterina. Tome 1.500 miligramas uma a duas vezes ao dia desde o primeiro dia até 14 do ciclo menstrual.
  • Vitex (Chasteberry): Vitex ajuda a equilibrar as proporções de estrogênio e progesterona e estimula os ovários. Tome 160-240 miligramas por dia.
  • Vitamina C: A vitamina C pode ajudar a prevenir a aglutinação de espermatozóides nos homens. Tome 500 miligramas duas vezes ao dia.
  • Complexo B: As vitaminas do complexo B estão envolvidas no metabolismo do estrogênio. Tome 50 miligramas por dia.
  • Vitamina E: A vitamina E é uma vitamina importante para a fertilidade para ajudar no equilíbrio hormonal. Consuma 400 IU diariamente.
  • Creme de progesterona: O creme de progesterona pode ser aplicado topicamente para ajudar a equilibrar naturalmente os níveis de estrogênio e progesterona. Use um quarto de colher de chá durante os dias seis a 26 do ciclo menstrual e pare após o terceiro mês de gravidez.

Vitamina C – máxima potência – Produto Amazon

3. Diminua o Estresse

Muitas vezes, você encontrará a diminuição do estresse como um dos últimos conselhos da lista, para ajudar a engravidar, mas, na verdade, medidas para diminuir o estresse são essenciais para iniciar um tratamento natural para a infertilidade feminina e masculina. No mundo de hoje, vivemos com muito estresse e continuamente subestimamos seu impacto em nossa saúde. Eu realmente quero enfatizar o quão crucial pode ser diminuir o estresse para uma boa saúde geral e, em particular, se você está tentando ter um filho.

Pesquisas mostraram que o estresse tem um impacto direto no risco de infertilidade de uma mulher. Um estudo mediu os níveis de uma enzima ligada ao estresse na saliva de mulheres que estavam tentando engravidar durante um período de um ano. A enzima é a alfa-amilase, uma enzima que ajuda o corpo a digerir carboidratos que também está ligado à resposta de estresse de luta ou fuga.

Os pesquisadores descobriram que dos cerca de 400 casais que completaram o estudo, 87% das mulheres conseguiram engravidar. Depois de fazer ajustes para idade, raça, renda e consumo de álcool, cafeína e cigarros, os pesquisadores descobriram que as mulheres com os níveis mais altos de amilase tinham uma probabilidade 29% menor de gravidez em comparação com as mulheres que tinham os níveis mais baixos da enzima.

Este é o momento perfeito para dar uma olhada em suas prioridades, determinar o que lhe causa mais estresse e eliminá-lo da sua vida, se possível. Se você não pode eliminá-lo, você deve encontrar maneiras saudáveis ​​de lidar com o estresse e abaixá-lo.

Quando você se torna pai, todas as prioridades mudam. Se você está estressado, seus níveis de cortisol estão elevados, o que leva não apenas à infertilidade, mas a todos os tipos de problemas físicos e mentais. Agora é a hora de levar o estresse e seu impacto em seu corpo a sério, e os apaziguadores do estresse natural fazem grandes opções de tratamento natural de infertilidade.

Saiba Mais: 15 Manieras de Relaxar e Encontrar a Calma

 

4. Durma Mais e Melhor

Além de manter os níveis de estresse baixos, conseguir um sono adequado é de vital importância para melhorar a fertilidade. A mulher média (30 a 60 anos) tem apenas seis horas e 41 minutos de sono durante a semana de trabalho, de acordo com a National Sleep Foundation. Pesquisas mostraram que não ter horas suficientes de sono a cada noite pode afetar negativamente sua capacidade de conceber.

Por que o sono é tão importante para engravidar? Na verdade, existem vários motivos. Dormir (ou não dormir) tem um efeito poderoso no sistema hormonal do seu corpo. Se você não dorme o suficiente, seu ciclo e a ovulação podem ser eliminados. Se você não conseguir fechar o olho o suficiente, os níveis de leptina (hormônio do apetite) normalmente diminuem, e isso também pode afetar negativamente a ovulação. Pessoas que têm problemas sérios de sono, como insônias, também tendem a ter níveis mais altos de hormônios do estresse, o que não encoraja a fertilidade.

Você deve dormir oito ou mais horas por noite e encontrar um horário de folga durante a semana para fazer coisas que lhe tragam alegria. Se você está tendo problemas para dormir, ajudas naturais para dormir podem funcionar como uma forma de tratamento natural para infertilidade.

 

5. Exercício para equilibrar hormônios

Algumas pessoas podem sentir imediatamente a diferença em seus hormônios (mesmo que não saibam o que é isso) quando se exercitam. O humor melhora, eles dormem melhor e podem até sentir um aumento no apetite sexual. Todas essas mudanças ocorrem com alterações nos hormônios. Por exemplo, muitas vezes ouvimos sobre a serotonina “hormônio do prazer” aumentando com o exercício.

Nossos corpos são criados para comer de maneira saudável e ser ativos todos os dias, mas muitos de nós nem chegamos perto dessa existência normal. Se você quer engravidar, é vital, fazer exercícios regularmente para equilibrar seus hormônios. Desde a liberação do óvulo até a condição do esperma e sua capacidade de alcançar e fertilizar o óvulo, os hormônios desempenham um papel em quase todos os processos quando se trata de concepção.

Engajar-se em treinamento de explosão e musculação é a melhor maneira de exercitar para equilibrar efetivamente seus hormônios. Exercitar regularmente também promove uma cintura saudável, o que ajudará suas chances de conceber. Não é aconselhado exercícios aeróbicos de longa distância ou qualquer coisa excessivamente cansativa, já que estudos mostraram que se exercitar em excesso pode causar problemas com hormônios e fertilidade. Pesquisadores descobriram que a atividade física em níveis muito altos ou muito baixos afeta negativamente a fertilidade, enquanto a atividade moderada é benéfica.

 

6. Quiropraxia para Fertilidade

Quais os benefícios da quiropraxia? Consultar um quiropráta pode não ser a primeira coisa que você considera quando quer engravidar, mas a pesquisa mostra que essa especialidade pode conter chaves importantes para o atual problema de infertilidade em todo o mundo. A quiropraxia é baseada no bem-estar de todo o corpo, não simplesmente tratando um sintoma com uma droga ou cirurgia, como tantas vezes fazemos hoje. Quando se trata de fertilidade, os ajustes quiropráticos podem realmente fazer a diferença para muitas pessoas.

Segundo a Associação Internacional de Quiropraxia Pediátrica, a pesquisa mostra que qualquer desalinhamento na coluna vertebral pode afetar os impulsos nervosos. Quando se trata de infertilidade, os sinais neurológicos bloqueados podem afetar seriamente a hipófise e o hipotálamo, criando problemas com os balanços hormonais que muitas vezes levam a problemas de infertilidade. É vital ter uma coluna saudável para ter um sistema reprodutivo saudável.

 

7. Óleos Essenciais

Para alguns, os óleos essenciais específicos para equilibrio hormonal podem ser úteis no tratamento natural da infertilidade. Para as mulheres, a camomila romana, o tomilho e o ylang ylang podem promover a fertilidade e, para os homens, o sândalo e o tomilho podem ajudar.

 

Fatores de Risco de Infertilidade, Causas e Sintomas

Muitas vezes, se um casal tenta engravidar e não consegue, o homem e a mulher acham que deve haver algo errado com eles, algo muito sério. Eles costumam pensar que um deles ou ambos são completamente inférteis. No entanto, isso nem sempre é o caso – nem mesmo na maioria das vezes.

Existem fatores de risco para infertilidade, muitos dos quais estão sob seu controle. Uma que você não pode controlar é a sua idade e, infelizmente, quanto mais velha a mulher fica, mais difícil pode ser conceber devido à diminuição da qualidade e da quantidade de óvulos. Os outros fatores de risco estão todos sob seu controle: má alimentação, estresse, tabagismo, excesso de peso, distúrbios da tireoide, consumo excessivo de álcool e doenças sexualmente transmissíveis.

Para as mulheres, o exercício insuficiente (contribui para a obesidade) ou, menos frequentemente, exercícios vigorosos e intensos (associados a problemas de ovulação) também podem ser fatores de risco. A exposição a toxinas ambientais, incluindo pesticidas e chumbo, é também um factor de risco para a fertilidade masculina e feminina.

Um estudo de 2018 publicado pela JAMA Internal Medicine conduziu uma análise de avaliação da dieta de 325 mulheres que receberam tratamentos de fertilidade. Esta avaliação da dieta analisou a quantidade concentrada de pesticida encontrado nas frutas e vegetais que as mulheres ingeriram. O principal resultado deste estudo destacou que as mulheres que receberam tratamentos de fertilidade e ingeriram frutas e vegetais com concentrações mais altas de pesticidas tiveram 18% menos probabilidade de ter gravidez clínica bem sucedida e 26% probabilidade de ter nascidos vivos.

Causas da infertilidade feminina e masculina : A ovulação irregular ou anormal em uma mulher é responsável por cerca de 25% de todos os problemas de infertilidade feminina. Em cerca de 40% dos casais inférteis, o homem é a única causa da infertilidade do casal. Um homem pode não estar produzindo esperma suficiente, ou o espermatozóide pode ser muito lento ou de forma estranha. Assim, pode ser um problema de quantidade ou qualidade, ou ambos.

Existem várias causas biológicas possíveis de infertilidade para uma mulher, incluindo falta de ovulação, insuficiência ovariana prematura, síndrome dos ovários policísticos, disfunção hipotalâmica, prolactina em excesso, trompas de falópio danificadas e endometriose. No entanto, às vezes uma causa de infertilidade simplesmente não é encontrada, mas pode se corrigir com o tempo, especialmente se você fizer o tratamento natural da infertilidade.

 

Quando uma mulher [e menos fértil? É bom saber para que você possa sincronizar o intercurso apropriadamente. As mulheres são tipicamente menos férteis antes da menstruação, durante a menstruação e logo após a menstruação. No entanto, é possível engravidar a qualquer momento do mês.

 

Sinais de infertilidade incluem:

  • Incapacidade de um casal engravidar;
  • Um ciclo menstrual muito longo (35 dias ou mais) ou muito curto (menos de 21 dias);
  • Períodos irregulares ou ausência de ciclo menstrual podem ser um sinal de falta de ovulação, que pode estar associada à infertilidade feminina;
  • Em casos raros, um homem infértil pode apresentar alguns sinais de problemas hormonais, como alterações no crescimento do cabelo ou na função sexual.

Muitas vezes não há outros sinais ou sintomas externos de infertilidade feminina. Se problemas médicos foram descartados ou se você simplesmente não chegou tão longe ainda, há uma série de opções de tratamentos naturais de infertilidade. Essas abordagens são simples, baratas e são ótimas maneiras de promover sua saúde geral também. Eu recomendo que você experimente algumas ou mesmo todas as opções de tratamento de infertilidade natural mencionadas acima antes de entrar em pânico.

 

Infertilidade pelos números

  • 10 a 15% dos casais nos EUA são inférteis.
  • O número de mulheres entre 15 e 44 anos com fecundidade prejudicada (capacidade reduzida de engravidar ou levar um bebê a termo) é de cerca de 7,5 milhões ou 12,3%.
  • O número de mulheres casadas de 15 a 44 anos que são inférteis (incapazes de engravidar após pelo menos 12 meses consecutivos de sexo sem proteção com o marido) é de 1,0 milhão ou 6,1%.
  • O número de mulheres entre 15 e 44 anos que já utilizaram serviços de infertilidade é de 6,9 ​​milhões (11,3%).
  • Cerca de 20% das mulheres nos EUA agora têm seu primeiro filho depois dos 35 anos, e isso faz com que a idade se torne uma causa crescente de problemas de fertilidade.
  • Cerca de um terço dos casais em que a mulher tem mais de 35 anos tem problemas de fertilidade.
  • 25% dos casais inférteis têm mais de um fator que contribui para a infertilidade.
  • A ovulação irregular ou anormal é responsável por aproximadamente 25% de todos os problemas de infertilidade feminina.
  • Em cerca de 40% dos casais inférteis, o parceiro masculino é a única causa ou causa de infertilidade.
  • Até 13% da infertilidade feminina é causada pelo tabagismo.
  • A clamídia causa cerca de 4  a 5 milhões de infecções anualmente nos EUA. Se não for tratada, a clamídia pode causar infertilidade.

 

Considerações Finais sobre Tratamento Natural da Infertilidade

Lutar com a infertilidade pode ser uma experiência altamente perturbadora e pessoal. À medida que as taxas de infertilidade continuam a subir, precisamos buscar soluções totalmente naturais quando esse processo natural de fertilidade dá errado. Os custos dos tratamentos tradicionais de drogas e cirurgia para a infertilidade não são apenas altos financeiramente, mas podem levar um alto custo físico para os pais e a criança concebida.

Como acontece com muitos outros problemas de saúde físicos e emocionais, é melhor voltar ao básico com dieta, exercícios, baixos níveis de estresse e fazer um esforço para minimizar sua exposição a toxinas. Quando sua saúde geral (física e mental) é ótima, o resto certamente se seguirá. Não subestime o poder do tratamento natural para infertilidade e experimente esses tratamentos hoje.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *